Busca
  • portaldiaadia_am
  • @diaadia_am
  • diaadia_am

Marcos Moura - Vida longa à Comissão Amazonense de Folclore

Coluna: Cultura e Negritude

Marcos Moura - Vida longa à Comissão Amazonense de Folclore Foto: Divulgação Notícia do dia 23/08/2022

O dia 22 de agosto de 2022, Dia do Folclore, foi histórico para o Amazonas, pois aconteceu a refundação da Comissão Amazonense de Folclore (CAF), entidade que tem por objetivo incentivar e coordenar pesquisas, estudos, promover, defender e divulgar o folclore e a cultura popular no âmbito do Estado do Amazonas. Criada em 1948 por amazonenses ilustres como o folclorista, advogado, escritor e historiador, Mário Ypiranga Monteiro, a CAF estava desativada desde 2004.

 

A Assembleia de Refundação da CAF aconteceu no Casarão de Ideias, centro de Manaus, presidida pelo pesquisador Oswaldo Trigueiro, representante da Comissão Nacional do Folclore. Na ocasião houve aprovação do novo estatuto, eleição e posse da nova diretoria, composta por pesquisadores, folcloristas e pessoas que contribuem para os estudos e a promoção do folclore e da cultura popular no Amazonas.

 

A articulação inicial dessa retomada iniciou em maio de 2022, pelo presidente da Comissão Nacional do Folclore (CNF), Severino Vicente, que fez o convite para folcloristas e pesquisadores do Amazonas sugerindo a reativação dos trabalhos, o que resultou na mobilização local e a concretização do objetivo de refundação da Comissão.

 

Um dos momentos marcantes do evento que teve a presença de ilustres folcloristas, foram as falas de Marita Monteiro, filha de Mário Ipiranga Monteiro, e do professor José Nogueira, pesquisador e criador do Festival Folclórico Marqueziano.

 

Com o professor José Nogueira, criador do Festival Folclórico Marqueziano - Foto: Divulgação

 

“Escolhemos o Dia do Folclore para darmos os primeiros passos para que a CAF possa ter personalidade jurídica e iniciar suas atividades em prol do folclore e da cultura popular no Estado do Amazonas”, afirma Allan Rodrigues, novo presidente eleito da entidade.

 

Para mim é motivo de orgulho estar compondo a nova diretoria da CAF  na função de secretário de formação, assumindo uma responsabilidade compartilhada com outros grandes nomes que honrarão e levarão à diante o legado deixado por nossos antecessores.


Marita Monteiro, filha de Mário Ipiranga Monteiro que fundou a CAF em 1948 - Foto: Divulgação

 

Eis a composição da nova diretoria:

Presidente de Honra:
Marita Soccorro Monteiro.

Presidente:
Allan Soljenítsin Barreto Rodrigues.

1º Vice-Presidente:
Wilson de Souza Nogueira.

2º Vice-Presidente:
Djane da Silva Sena.

Secretário Geral:
Oziel Lopes dos Santos (Siny Lopes).

1º Secretário-Adjunto:
Adan Renê Pereira da Silva.

Secretário de Formação:

Manoel Marcos de Moura Clementino (Marcos Moura).

Tesoureiro: 
Azenilton Melo da Silva.

Diretor de Comunicação e Eventos: 
Márcio Braz dos Santos Santana.

Vida longa à Comissão Amazonense de Folclore  (CAF)!


Marcos Moura
Cientista político, folclorista, gestor e produtor cultural