Busca
  • portaldiaadia_am
  • @diaadia_am
  • diaadia_am

Amazonas FC vence o Brusque por 2 a 1 e é Campeão Brasileiro da Série C

Com emoção, a Onça segurou a pressão do Brusque fora de casa e garantiu o título. Guilherme Queiroz abriu o placar para o quadricolor catarinense, mas Diego Torres e Sassá garantiram o título amazonense

Amazonas FC vence o Brusque por 2 a 1 e é Campeão Brasileiro da Série C Foto: Divulgação Notícia do dia 22/10/2023

Da Redação

Manaus (AM) - O Amazonas é Campeão Brasileiro da Série C! No estádio Augusto Bauer, o Amazonas fez história e venceu o Brusque, de virada, por 2 a 1. É o primeiro título nacional da história do Amazonas FC e do futebol amazonense como um todo. Na base da emoção, os aurinegros amazonenses seguraram uma enorme pressão do Brusque e triunfaram no Vale do Itajaí.

 

Os gols da partida foram de Guilherme Queiróz, de pênalti, e para o Amazonas, Diego Torres e Sassá, o melhor jogador desta Série C, fechou a conta e encerrou com chave de ouro a campanha apoteótica da Onça-pintada na Série C.



O gol aumentou ainda mais o recorde do camisa 99 da Onça, que com 18 gols em 23 jogos, foi absoluto na artilharia da competição.

 

Brusque se impõe

A primeira etapa entre Brusque e Amazonas foi bastante movimentada. Apesar de gramado bastante encharcado, pesado e irregular. Os dois times colocaram a bola no chão e jogaram.

 

Jogando com a força do seu torcedor, o Brusque rapidamente buscou fazer 15 minutos de imposição e conseguiu abrir o placar no início da partida. Aos 10 minutos, Dentinho recebeu bola no lado direito de ataque e bateu cruzado, Patric, que fazia o cerco ao atacante, estava com os braços abertos e a bola acabou em seu braço. Sem titubear, Édina Alves Batista assinalou a marca da cal.

 

Na cobrança, o artilheiro quadricolor, Diego Queiroz, foi para a bola e fez como manda o manual do bom batedor. Bola para um lado, goleiro para o outro. 1 a 0, o 10º do atacante nesta Série C.

 

Amazonas não se entrega

Após o gol, o Amazonas não se abateu. Com o esquema ofensivo característico desde que Luizinho Vieira chegou, o time se manteve consciente em campo e buscou primeiramente equilibrar a posse e depois, passou a espetar o adversário.

 

No fim do primeiro tempo, com o Amazonas dominando as ações da partida, a Onça acabou premiada. Rafael Tavares sofre falta tática na meia cancha, Ítalo cobra rápido para Rafael Tavares que acha Igor Bolt, o camisa 7 rabisca na área e toca para o meio, onde Diego Torres, com pé direito, bate deslocando o goleiro Matheus Nogueira. Tudo igual na decisão, 1 a 1.

 

Sassá é inevitável

O segundo tempo iniciou com os times equilibrando mais as ações. Mas aos poucos o Amazonas começou a desenvolver melhor as ações. E aos 11 minutos, a ‘Sassárrada’.

 

Igor Bolt gira no meio e aciona Patric na lateral direita, ele levanta a cabeça e cruza no miolo da defesa, ninguém corta e ela cai nos pés de Sassá, o camisa 99 domina e bate cruzado na saída do goleiro. O Amazonas vira o jogo e Sassá alcança o 18º gol nesta edição da Série C.